Dia e Patrono do Desenho Industrial no Brasil:
5 de novembro / Des. Ind. Aloísio Magalhães ( 1927 - 1982 )



terça-feira, 30 de agosto de 2016

SOU AUTOR POR TRÁS DOS TEXTOS FEITOS PARA A FRATESCHI - CONSULTORIA FERROVIÁRIA CULTURAL O ESTILO É UM SÓ...


NÃO SERÁ A FERROVIA UM "FUTURO DE MEMÓRIAS"...
Recentemente, somado ao contexto dos acontecimentos econômicos e estruturais, soubemos e acompanhamos diversos focos de mudança da atividade também nas estradas de ferro.
Não nos debruçaremos em enfastiosos números ou estatísticas, mas o que conhecemos ou nos faz chegar conhecer.
A realidade ferroviária brasileira de 20 anos para cá tem se definido através de transportes de alto volume e unitários. Commodities agrícolas e minerais, somadas a insumos siderúrgicos e industriais perfizeram o cenário de sucesso das concessionárias trintenárias que chegam neste 2016 a pouco mais da metade de suas outorgas - espera o setor um realinhamento governamental associado a ampliação do tempo das mesmas.
Desta realidade extraímos e acompanhamos o viés de transporte que determinou referências e preferências.
É necessário entender que o ferreomodelismo não existe de per se. Ele é fortemente definido por duas linhas de visão: a atualidade vivenciada e a história vivida, tendo na interseção de gerações o denominador comum de interesses.
A Frateschi, a partir de seu aniversário último no dia 18 de agosto, entra formal e oficialmente no ano de seu cinquentenário. cujo apogeu, em 2017, prometemos trazer com muito carinho e novidades, estas últimas, guardadas a sete chaves, como de costume. Mas enquanto esperamos por elas, o registro existencial de nosso meio século de atividades através de nossos produtos é prova de que acompanhamos o nosso tempo em cada tempo.
Quando começamos a realidade da carga geral e dos trens de passageiros dominavam o cenário predominante. Nossos primeiros carros, os modelos Budd, fabricados para a então Central do Brasil ou a nossa clássica GM G8/G12, eram presenças régias e regulares no plantel de nossas ferrovias. Hoje, embora ainda presentes conosco, ganham outra dimensão, deveras nobre: a histórica.
Com olhos de resgate em nosso passado e origens, jamais negligenciamos de acompanhar o ritmo dos tempos presentes. Na atualidade, e entenda-se por atualidade uma década para cá, investimos em modelos que ganharam protagonismo ferroviário e gosto por parte de nossos clientes, muitos dos quais representantes tanto de uma geração veterana quanto renovada. Da "V8" à "AC", realizamos sonhos desejados e não expectativas volitivas...Não fazemos vontades - traduzimos desejos.
Vagões de minério, como o GDT e o HAT, a plataforma articulada para containers e mais recentemente os hopperes HPT, inaugurados pela Rumo e portadores de inovada concepção visual, traduzem a realidade da Frateschi: acompanhar o nosso tempo sem abandonar a nossa história.
Em 2004, o desenhista industrial José Emílio Buzelin desenvolveu para nós um padrão visual para as nossas caixas avulsas e o apontamento que segue um conceito expressa corretamente a linha de trabalho da empresa: a latitude que traçamos entre modelos "CLÁSSICOS e CONTEMPORÂNEOS". Não ficamos presos, tanto quanto lacunares, sobre qualquer um dos dois. Pelo modelismo ferroviário o tempo pode ser transmutado, na medida em que "vagões Rumo" convivem ao mesmo tempo com locomotivas da Central ou carros da Fepasa...talvez a mágica do modelismo esteja nesta capacidade de unir histórias sob um mesmo prisma de tempo. O modelista tem de seus modelos a propriedade de poder "existir" na época que desejar.
A Sociedade de Pesquisa para Memória do Trem, conhecida entidade de pesquisa e livros ferroviários, tem um slogan que pedimos licença para citar como alinhamento: "Para nós o futuro também faz história". A Frateschi há 50 anos faz história trazendo para o presente o futuro que define a nossa realidade na linha de tempo.
Esperamos que o futuro da ferrovia não se torne um passado de boas intenções, na medida em que as transformações conforme ocorridas tenham nos tirado referências estimadas, conquanto tenha, nalgum aspecto, colocado outras no lugar, mas um contínuo presente de realizações em torno do qual não desejamos faltar e acreditamos que a ferrovia também não o fará.
Em 160 anos de trilhos no Brasil, 1/3 praticamente, pouco menos, uma empresa genuinamente nacional, que gera empregos, riqueza e produtos, ainda que relativamente modesta em suas vestes, está associada culturalmente ao múnus ferroviário brasileiro, cujos ícones já não se limitam há bastante tempo apenas ao nosso círculo - nos orgulhamos de estarmos presentes também em diversos países, através da exportação que leva aos quatro cantos a nossa realidade ferroviária traduzida por nossas miniaturas.
Assim também escrevemos uma história com as nossas ferrovias, representando-as em seu passado e presente, E que a ferrovia no Brasil não permita que a tinta desta magnífica caneta se acabe, pois ainda temos muitas e muitas páginas para escrever. A ferrovia, acreditamos, não será um futuro de memórias, mas, sim, ter em seu futuro, grandes memórias. Delas esperamos poder participar pelos próximos 50 anos, se assim Deus permitir
CurtirMostrar mais reações
Comentar
6 comentários
Comentários
José Roberto Vieira Realmente os lancamentos estao nota 10...mas sentimos falta de algum material da FTL...no caso é só pintura das G12 e U5B e algum modelo de vagao....sao 9 estados e capitais.Sera uma ediçao limitada ao menos nao seria interessante comercialmente???
CurtirResponder22 h
Salie Henrico Snr I love the Rumo freight car. I got 4 of them. I am in Pretoria South Africa.
DescurtirResponder417 h
Ezequiel Silva Chaves gostei muito da matéria, principalmente da parte em que menciona as novidades guardadas a sete chaves para 2017.
DescurtirResponder217 h
Marco Tulio Branco Portugal Bela matéria. Acompanho a história, luta e superação da Frateschi desde 1981. Faremos 50 anos juntos, mesmo mês e ano, apenas com 8 dias de diferença. Mas enquanto ela permanece uma jovem senhora, eu tô bem veinho.
DescurtirResponder114 hEditado
Evandro Rogerio Teixeira Primeiramente deixo meus parabéns!!!Mas os Srs devem aceitar...o lançamento da série 1400 dos tue's seria não só um grande lançamento,como seria também um marco na história da Frateschi e de todas as ferrovias!!!Un grande abraço Evandro
DescurtirResponder112 h
Eduardo Bueno Parabéns Frateschi pelos seus 49 anos!! Sou colecionador de seus produtos desde 1983, o grande segredo de seu sucesso é sempre acreditar e investir no ferreomodelismo nacional, e como muito bem ilustra este magnifico texto é a formo como a ferrovia do ...Ver mais
DescurtirResponder1